Segunda, 20 de Maio de 2024
Saúde e Bem Estar Saúde

Campanha contra hepatite C ganha força em Ilhabela

O projeto ‘A Ilha Desaparecida – Primeira ilha a sumir do mapa da hepatite C no Brasil’ encabeça esse trabalho rumo a erradicação da doença

09/05/2020 12h04 Atualizada há 3 anos
Por: João Paulo Carrilho
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Uma união entre Prefeitura de Ilhabela, o Ibrafig (Instituto Brasileiro do Fígado) e a McCann Health veio à tona com a finalidade de erradicar casos de hepatite C no referido município. As pessoas que estiverem doentes serão tratadas na própria cidade. A primeira estratégia é mapear a doença, para saber onde ela está acontecendo com mais veemência. Cerca de 400 casos positivos no município foram descobertos. 

 

Esse trabalho, chamado de microeliminação, tem o objetivo de mostrar, de forma prática, como erradicar o problema. O projeto ‘A Ilha Desaparecida – Primeira ilha a sumir do mapa da hepatite C no Brasil’ encabeça esta campanha de erradicação,  contribuindo com a criação da cultura para concientizar a população dos riscos potenciais da doença e ampliando a adesão à testagem voluntária.  

 

O McCann Health, teve como foco, a comunicação sobre a testagem, ou seja, uma boa conversa com a população. “O intuito é mudar o curso da doença na ilha, tornando a cidade uma referência nacional no tratamento da hepatite C”, diz João Consorte, CEO da empresa. 

 

Assim sendo, foi criado o site Hepatite Zero, que remete ao conceito de que a ilha vai zerar a hepatite C do seu mapa, num conteúdo que informa os visitantes sobre todos os detalhes do projeto, os números da doença na região e no mundo, além de permitir que as pessoas acompanhem os status do processo de diagnóstico e tratamento.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.